Francisco Marques Poeta
Prosas & Poesias (Ensaios, Frases, Trovas, Sonetos, Acrósticos e Algo Mais)
Capa Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato
Textos
Casa Vazia (Ao Relento)
 


A viver horas
sem minhas asas,
prefiro agora
ficar sem casa.

Prefiro sim
dormir nas ruas,
ter sobre mim
clarão da lua.

A viver sem
a compaixão
prefiro – além –
dormir no chão.

Voltar em brasa
não quero mais,
para essa casa
cheia de ais.

Não quero mais
voltar em vão
aos seus quintais
de solidão...

A casa é fria,
não tem valor,
quando vazia 
está de amor.



 

 
Francisco Marques Poeta
Enviado por Francisco Marques Poeta em 16/07/2020
Alterado em 17/07/2020
Comentários