Francisco Marques Poeta
Prosas & Poesias (Ensaios, Frases, Trovas, Sonetos, Acrósticos e Algo Mais)
Capa Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato
Textos
Sobre Racismo, e Não Outros Preconceitos!
 


Meu caro leitor, eu começo aqui fazendo-lhe uma pergunta bem peculiar: por que sempre que falamos de racismo logo vem alguém e embute indevidamente na conversa o tema pobreza? Negro e pobre, como se todos os negros fossem pobres e todos os brancos, ricos. Preconceito contra pobre – independente da sua cor de pele – é preconceito de classe, e isso sim a maioria absoluta dos brasileiros são a olhos nus. Mas, quando o assunto é preconceito racial, não se deveria confundir as coisas ou os ouvintes.

Creio que afirmar que a maioria dos brasileiros são racistas quanto suas atitudes mostram o contrário é não ter uma visão clara do que é o racismo de verdade. O fato de muitas pessoas serem racistas e negarem-se ou não racistas (algumas adimitem seu racismo), não quer dizer que seja a maioria e portanto não representa o país como um todo. Como alguém se contradiz ao começar dizendo que o país é sim racista e logo depois que não se pode afirmar que a maioria é ou não racista? O desprezo que se vê do branco em relação aos negros é equivalente ao que se vê do negro em relação aos brancos. Ou algum leitor acredita que não existe negro racista?

Mas o fato de existir negro racista não me dá o direito de dizer que a população negra brasileira é racista só porque o racismo pode ou não estar em seus corações, como se eu tivesse o poder de sondar suas mentes. Dizer que uma pessoa, negra, branca ou de qualquer outra etnia, é racista porque isso pode estar em seu coração, além de já configurar um preconceito moral, é o mesmo que dizer que uma pessoa é assassina porque em um momento de fúria pode vir a matar alguém.

Quanto a acreditar nas pessoas, quando elas se negam a aceitar seu suposto racismo, eu acredito mais nas atitudes do ser humano do que em suas falas, pois isso sim se dá na prática. Quanto às crianças não nasceram racistas, elas também não nascem anti racistas. Se um grupo de brancos não gosta, por exemplo, de certos costumes dos negros, do modo de vestir-se e comportar-se de alguma comunidade negra, isso não tem nada a ver com racismo, mas com falta de identidade cultural e se for preconceito, é preconceito de classe. 

Mas eu entendo o modo de ver a tudo isso do povo brasileiro. Em um país onde as pessoas foram levadas a acreditar até mesmo em feminicídio nacional, fazer acreditar que todos somos racistas não seria difícil. Afinal, racismo, feminicídio, miogenia, homofobia, infanticídio etc são temas muito polêmicos e constituem uma boa estratégia para dividir a sociedade, enfraquecê-la e dominá-la. 

 

◄ Anterior | Próximo ►
Francisco Marques Poeta
Enviado por Francisco Marques Poeta em 08/07/2020
Alterado em 29/07/2020
Comentários